25.8 C
Campo Grande
domingo, 3 de março, 2024
spot_img

Veiculo invade calçada, bate em poste e muro de mais uma subestação de CG

Um provável descontrole, por .embriaguez ou barbeiragem, fez mais uma estação de energia de Campo Grande se tornar noticia e a levar um prejuízo na madrugada desta segunda-feira (12). Um motorista, que se evadiu do local, levou o veiculo a invadir a calçada, bater em poste e no muro de uma subestação da Energisa na região central da Capital. Na semana passada, tentativa de furto de fios pode ter provocado a explosão em subestação de energia

A ocorrência registrada hoje, envolveu uma caminhonete Toyota Hillux, que após colisão, ficou batida no muro e poste da subestação de energia Miguel Couto, no cruzamento da Rua Joaquim Murtinho e Avenida Eduardo Elias Zahan., O veículo grande e destruído ficou interditando toda a calçada.

O veículo tem placas de Dourados, entretanto, responsáveis não estavam no local na manhã desta segunda-feira. A suspeita é que o condutor tenha realizado uma conversão da avenida para acessar a Joaquim Murtinho, sentido bairro, quando perdeu o controle da direção, subiu na calçada, e bateu no muro e no poste de concreto.

Veiculo invade calçada, bate em poste e muro de mais uma subestação de CG

Segundo um funcionário da Energisa, que preferiu não se identificar, ao chegar no local a caminhonete já estava danificada, antes das 6h, sem ocupantes.

Vídeo: incêndio em subestação da Energisa provoca queda de energia em bairros da Capital

Nota da empresa

Apesar da destruição do muro e do poste, a energia está sem interrupção na região, com os semáforos em funcionamento e fluxo normal no trânsito.

Em nota, a Energisa informou que acionou equipes para atendimento aos estragos causados pela batida, além de que não houve interrupção de serviços e que o reparo será feito em linha viva, ou seja, sem desligar clientes.

“A Energisa alerta para os devidos cuidados com situações de curto-circuito e rompimento de cabos que, ao cair ao solo, podem estar energizados. A orientação é: não se aproxime em hipótese alguma”.

Henrique Arakaki, Midiamax
Henrique Arakaki, Midiamax
Fale com a Redação