Professor do Movimento Sadhaka separa quatro motivos para o homem praticar yoga

O país celebra na próxima quarta-feira (15) o Dia do Homem, data que tem como foco a conscientização da importância de todos os homens cuidarem de sua saúde, corpo e mente.

Pensando nisso, o professor de yoga do Movimento Sadhaka, Naigel Haran, grande parceiro da Unimed Campo Grande na promoção de aulas gratuitas na capital sul-mato-grossense, listou dicas valiosas para o bem-estar masculino, e motivos do por que o homem deveria praticar o yoga:

Autoestima:

“O homem sente-se melhor consigo, com seu próprio corpo”.

Saúde:

“A prática traz para o homem o querer viver melhor, e, consequentemente, o cuidado com a saúde”.

Perspectivas de vida:

“Da mesma maneira que aprendemos uma postura nova, a colocar nosso corpo de uma forma diferente, nos tornamos flexíveis na mente, nas opções e nas escolhas, abrangendo mais a nossa vida e nos dando mais qualidade em escolher o que de fato é bom para nós”.

Aparência Física:

“O yoga trabalha diretamente em grupos musculares, e a resistência, o que faz a musculatura ficar forte, no sentido de resistente, e tonificada”.

Naigel ainda relata que a participação do homem no yoga aumenta gradativamente, mas que ainda é pequena. “Existe um preconceito muito grande sobre o homem se abrir para novas coisas e isso o bloqueia de chegar a determinadas sensações que o ser humano pode chegar, porque o homem não se abre com facilidade, ele retrai toda evolução do autoconhecimento, do querer ser melhor, e acaba, de certa maneira, por conta inclusive de cobranças da sociedade, não encontrando quem realmente é por dentro”, comenta.

“A prática do yoga é importantíssima para saúde física e para a mente, pois libera a tensão do corpo físico. Trabalhamos determinadas tensões que às vezes são carregadas há anos e com apenas um movimento articular, a pessoa relaxa. Esse relaxamento automaticamente é direcionado direto para mente, e assim você pensa melhor e toma melhor suas decisões”, enfatiza o professor do Movimento Sadhaka.

O professor conta também que o yoga é essencial em sua vida. “Para mim, Naigel, o yoga é o lugar onde eu posso fugir, me esconder, e não sofrer julgamentos. Então como homem eu sinto que o yoga é o meu espaço, onde eu posso ir e realmente lembrar de quem eu sou. O yoga me retrai para o lado de dentro e me faz descobrir minha própria essência”, finaliza.

Por: Ascom/Unimed

Comentários