22.8 C
Campo Grande
domingo, 21 de julho, 2024
spot_img

Ações do Seas e entrega de agasalhos e cobertores pelo FAC marcam primeiro final de semana de frio na Capital

O primeiro final de semana de frio na Capital mobilizou as equipes do Serviço Especializado em Abordagem Social (Seas) que estão intensificando as abordagens às pessoas em situação de rua e a oferta dos serviços da Rede de Assistência Social do município.

Desde o dia 20 de maio os técnicos vêm monitorando os serviços de meteorologia para reforçar o estoque de cobertores e preparar as unidades de acolhimento, que neste período chegam a registrar um aumento de até 50% no número de acolhidos.

De acordo com o Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima (Cemtec), os próximos dias devem continuar marcando temperaturas baixas na Capital, com a mínima chegando aos 10º na próxima sexta-feira (31) de feriado prolongado.

Entre segunda-feira (20) até a madrugada desta segunda-feira (27), as equipes do Seas realizaram 172 abordagens, entregaram 56 cobertores e encaminharam 64 pessoas às unidades de acolhimento.

Ações do Seas e entrega de agasalhos e cobertores pelo FAC marcam primeiro final de semana de frio na Capital

Espaços de acolhida

Além desses números, ainda há os cobertores distribuídos também nas duas UAIFA’s e os acolhidos que chegaram de forma espontânea às unidades, incluindo as cofinancidas pela Prefeitura, destinadas aos migrantes nacionais e internacionais.

No centro POP os números também foram significativos. No espaço, que serve de apoio às pessoas que recusam acolhimento, entre os dias 20 e 24 de maio, foram distribuídos 40 cobertores, realizados 234 atendimentos técnicos e servidas 1.416 refeições, somando café-da-manhã, almoço e lanche.

No espaço também é possível fazer a higiene pessoal e guardar pertences particulares. Os técnicos ainda auxiliam com questões relacionadas a documentação pessoal, especialmente dos migrantes.

O estoque de cobertores também está sendo reforçado nos Cras. As equipes da Proteção Social Básica estão alinhadas com os coordenadores das unidades para garantir a entrega desses benefícios eventuais às famílias em vulnerabilidade.

Ações do Seas e entrega de agasalhos e cobertores pelo FAC marcam primeiro final de semana de frio na Capital

FAC

Em alerta quanto a sensação térmica de 5º registrada nas primeiras horas de sábado (25), as equipes do Fundo de Apoio à Comunidade entregaram 50 cobertores na UAIFA I, no Jardim Veraneio, além de 12 pares de calçados; 95 peças de casacos; 11 lençóis; 28 peças de roupa em geral e toalhas.

As doações fazem parte da 8ª Campanha do Agasalho, organizada pelo FAC, em vigor desde o dia 17 de abril. “Para nós é uma alegria poder atender as pessoas acolhidas aqui. Costumo dizer que quando chega a época de frio, ao vestir uma peça que aquece, transmitimos um gesto de amor, parece um abraço que estamos recebendo e ficamos gratos de podermos trazer esse conforto hoje”, afirmou o secretário de Assistência Social do município, José Mário Antunes.

Ações do Seas e entrega de agasalhos e cobertores pelo FAC marcam primeiro final de semana de frio na Capital

A coordenadora-geral do Fundo de Apoio à Comunidade, Adir Diniz, lembrou que a Prefeitura está realizando uma campanha paralela para as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul, mas enfatizou a importância de ajudar também a população em vulnerabilidade de Campo Grande.

“Não podemos esquecer dos nossos moradores. Não importa se as pessoas acolhidas aqui são campo-grandenses ou estão apenas de passagem, temos o carinho e respeito pela vida e história de cada pessoa aqui da UAIFA. Estamos aqui para trazer esse aconchego por meio dos cobertores e peças de roupas para o inverno ser enfrentado de uma maneira mais confortável”, pontuou.

Ações do Seas e entrega de agasalhos e cobertores pelo FAC marcam primeiro final de semana de frio na Capital

Acolhida na UAIFA I há cinco dias, Lucineia Assis da Silva, 44 anos, elogiou a iniciativa. “O frio chegou com força e para nós é muito importante essa ajuda com o cobertor e com os agasalhos. Já passei por muitas dificuldades na vida, fui usuária de drogas por muito tempo e estou há 10 anos sem usar. Cheguei na UAIFA e fui muito bem acolhida”, frisou.

Ações do Seas e entrega de agasalhos e cobertores pelo FAC marcam primeiro final de semana de frio na Capital

Recém-chegada de Mato Grosso, Joiciane Garcia Rodrigues, 35 anos, ressaltou que o ambiente na UAIFA I faz com que se sinta em casa. “Estou aqui desde quinta-feira da semana passada, eu não tenho para onde ir e aqui é um local que me acolhe como se eu estivesse em casa, principalmente, porque não preciso enfrentar as dificuldades que o frio traz nas ruas e no tempo”, relatou.

A coordenadora da unidade, Giani da Conceição Costa, ressaltou que a parceria com o FAC ocorre todo inverno. “Neste ano, mais uma vez fomos atendidos com essa contribuição que veio no momento certo, junto com a vinda do frio. Os cobertores e as peças de roupas chegaram para as pessoas atendidas aqui para podermos dar continuidade no nosso trabalho de proteção e cuidado”, disse.

Para ajudar

A campanha do agasalho do FAC conta com mais de 200 pontos de coleta das doações (em todas as secretarias, escolas municipais e EMEIs, além do Colégio Master – Rua Jeribá, 653 – Chácara Cachoeira e Colégio Status – Rua Pedro David Medeiros, 210 Jardim TV Morena).

Qualquer pessoa ou empresa, ou comunidade pode fazer sua doação até o dia 20 de julho. É importante ressaltar que as peças não precisam ser novas, mas devem estar em boas condições de uso. Além de mantas e cobertores, é possível doar calças, blusas de frio, casacos, meias, gorros e calçados.

No ano passado, a campanha arrecadou 27 mil peças de roupas e cobertores distribuídos nas sete regiões de Campo Grande e distritos. A meta deste ano é arrecadar 37 mil peças.

Denúncias

As equipes do Seas se revezam nos plantões e percorrem as sete regiões da Capital, todos os dias da semana, incluindo feriados, atendendo às ocorrências e chamados da população, 24 horas por dia.

Também são realizadas buscas ativas em diversos pontos e localidades, mapeadas pelos bancos de dados da SAS. As pessoas que aceitam o acolhimento são encaminhadas para uma das duas UAIFA’s ou para a Casa de Passagem Resgate, destinada aos migrantes, além das demais entidades cofinanciadas. Nas unidades são oferecidas quatro refeições diárias, elaboradas por nutricionistas da SAS, há alojamentos individuais para grupos familiares, além de atendimento, assistência psicossocial e trabalho integrado com as demais pastas da gestão pública.

Ações do Seas e entrega de agasalhos e cobertores pelo FAC marcam primeiro final de semana de frio na Capital

Para denunciar pessoas em situação de rua, basta acionar o Seas pelos telefones (67) 99660-6539 e 99660-1469.

Fale com a Redação