Visita a Itaipu Binacional para a realização de projetos de conservação do solo e da água. (Foto/Divulgaçaõ)

O Governo do Estado avançou nas tratativas com a Itaipu Binacional para a realização de projetos de conservação do solo e da água na região da bacia hidrográfica do rio Iguatemi, no sul de Mato Grosso do Sul. Na quarta-feira (21), o secretário Jaime Verruck, da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), reuniu-se com o general João Francisco Ferreira, diretor-geral brasileiro de Itaipu e o diretor de coordenação, general Luis Felipe Carbonell para dar sequência nas discussões iniciadas em junho com a binacional, na visita realizada com o governador Reinaldo Azambuja.

“Foi uma reunião técnica, na qual nos foram apresentadas diversas ações de sustentabilidade realizadas pela gestão brasileira da usina, como na geração de gás metano e projetos nas áreas de ictiofauna e aquicultura, com os quais identificamos convergências. Também fizemos uma apresentação técnica, detalhada, de nosso programa estadual de conservação do solo e da água e do projeto piloto do Imasul realizado no rio Taquari. Tudo isso, para que avancemos em convênio voltado à região da bacia do rio Iguatemi, que já sofre com processo de assoreamento e que está na zona de influência do reservatório de Itaipu. Daí a importância de uma ação conjunta”, comentou o secretário Jaime Verruck.

O titular da Semagro foi acompanhado pelo superintendente de Ciência e Tecnologia, Produção e Agricultura Familiar, Rogério Beretta; pelo diretor presidente do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), André Borges, pelo diretor de Licenciamento do Instituto, Luís Mario Ferreira e os técnicos Rômulo Lousada e Flavio Vidal.

Avançam tratativas para parceria do Governo e Itaipu em projetos de conservação do solo em MS

O superintendente Rogério Beretta apresentou o programa estadual de conservação do solo e as ações da Câmara Técnica de Uso e Conservação do Solo e da água, implementados pela Semagro. Já o fiscal ambiental do Imasul, Rômulo Lousada, falou sobre o projeto piloto de revitalização do solo e da bacia do Rio Taquari, elaborado pelo Instituto, cuja proposta é replicá-lo na região da bacia do rio Iguatemi, contribuindo para reduzir os efeitos da erosão no solo, na recomposição de matas ciliares e na recuperação do recurso hídrico.

“Temos um bom direcionamento para a alocação de recursos do Governo do Estado e de Itaipu para definição de um convênio com a participação dos municípios do Consórcio Conisul, que estão na região da bacia do rio Iguatemi, além dos rios Amambai e Ivinhema. Também avaliamos termos de cooperação para transferência de tecnologia nas áreas de produção de peixe, ictiofauna, biogás e conservação de estradas”, finalizou o secretário Jaime Verruck.

Comentários