Neste sábado (25), o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Dourados faz mutirão no jardim Progresso, Cohab II e Jardim Pelicano, no combate e prevenção ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya. O Centro também estará imunixando cães e gatos com idade a partir de quatro meses, em dois pontos fixos, localizados na Seleta (Jardim Flórida) e na Escola Aurora Pedroso de Camargo, no Parque Alvorada.

CCZ de Dourados faz mutirão contra aedes e realiza vacinação antirrábica

Aedes aegypt

Mesmo com as ações dos agentes de saúde, o índice de notificações da dengue continua alto e a administração municipal alerta a população para que se empenhe nessa luta pela saúde pública. Dentro da meta do Centro, neste sábado, três bairros receberão mutirão (jardim Progresso, Cohab II e Jardim Pelicano) para eliminar focos do mosquito.

A coordenadora do CCZ, a bióloga Rosana Alexandre da Silva, lembra que a dengue já causou a morte de três pessoas neste ano em Dourados. Ela alerta que a população não deve se esquecer dos cuidados para prevenir a doença e focar apenas na pandemia do coronavírus, deixando de lado o asseio com o lugar onde mora.

“Estamos em um momento que os cuidados com o coronavírus estão muito visados e não poderia ser diferente, claro, diante de uma pandemia. No entanto, as pessoas não podem esquecer que o mosquito também pode gerar morte e as recomendações são claras e já conhecidas de se evitar recipientes que possam acumular água no quintal”, ressalta.

Somente este ano, conforme a coordenadora do CCZ, foram 2.091 casos notificados de dengue em Dourados, com 1.162 casos positivos e três óbitos pela doença. Foram registrados ainda 12 casos confirmados de zika vírus e 47 de chikungunya.

CCZ de Dourados faz mutirão contra aedes e realiza vacinação antirrábica

Vacinação antirrábica

Hoje, dois pontos fixos estão instalados na cidade para a vacinação. O atendimento iniciou as 8h e deve seguir até as 16h, na Seleta (Jardim Flórida) e na Escola Aurora Pedroso de Camargo, no Parque Alvorada.

De acordo com o CCZ, devem tomar as doses, cães e gatos acima de quatro meses de vida, incluindo fêmeas prenhas ou amamentando, já que não há contraindicação para estas.

A vacina é totalmente gratuita e deve ser aplicada somente pelos agentes do CCZ. Não ocorrerá distribuição, ou seja, o dono não pode buscar a dose para aplicar em casa; é preciso levar o cão ou gato até o local para a imunização ou permitir que o agente faça o procedimento durante as visitas domiciliares.

Comentários