19.8 C
Campo Grande
sexta-feira, 19 de julho, 2024
spot_img

Conselho Universitário rejeita pedido de suspensão de Calendário Acadêmico da UFMS

O Conselho Universitário (Coun) da UFMS decidiu, com 79% dos votos dos conselheiros e das conselheiras, pela manutenção do atual Calendário Acadêmico de 2024 na 160ª Reunião Ordinária, realizada na última quarta-feira, 12. O pedido de suspensão do calendário foi incluído na pauta por solicitação da Associação dos Docentes da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (Adufms) devido ao movimento grevista dos docentes nas instituições federais de todo o país.

Na reunião, o presidente do Coun, o reitor Marcelo Turine, informou que esteve na segunda-feira, 10, em Brasília para reunião com o presidente Lula e os reitores das instituições federais de ensino superior, que se manifestou favorável às pautas de reivindicações nacionais apresentadas pelo Comando de Greve ao Ministério da Educação e ao Governo Federal, reforçando que a greve é um direito constitucional da classe trabalhadora e que a adesão ao movimento é individual.

“Respeitamos o movimento paredista dos docentes, e conduzimos a reunião do Conselho Superior da UFMS com muita tranquilidade, para que todos os conselheiros e conselheiras se manifestassem e votassem de acordo com as suas convicções, entendimentos e representatividade. Tivemos uma grande participação dos membros do Conselho e dos convidados, como a presidência da Adufms e o procuradoria da UFMS, representando a Advocacia-Geral da União (AGU). Após amplo debate, de mais de duas horas, a maioria dos conselheiros decidiu pela não suspensão do Calendário Acadêmico de 2024”, explicou.

Na reunião do Coun, o representante da Adufms, Waldson Luciano Corrêa Diniz, foi o relator que apresentou a proposta de suspensão do calendário até o fim do movimento grevista, após as mesas de negociações com o Governo Federal. Em seguida, os conselheiros(as) expuseram as motivações favoráveis e contrárias à suspensão. 

Os pró-reitores de Graduação; de Pesquisa e Pós-graduação; Assuntos Estudantis; e de Extensão, Cultura e Esporte destacaram a importância da continuidade dos serviços institucionais considerados essenciais para estudantes de graduação e de pós-graduação, como o funcionamento dos Restaurantes Universitários e das bibliotecas; a realização de eventos já programados; e a manutenção do pagamento de todas as bolsas e auxílios estudantis que dependem da continuidade das ações da Universidade. Além disso, destacaram que o Calendário Acadêmico é integrado com as ações de ensino de graduação, pós-graduação, extensão, pesquisa e inovação, e que a suspensão das disciplinas prejudicaria os estudantes em formação. 

Na reunião do Coun também foi abordada a preocupação de reposição das aulas dos docentes que estão em greve também. Foi destacado que este assunto será estudado após o término da greve dos docentes, pois não há previsão do tempo de paralisação e impacto na oferta das disciplinas. Todos os professores que estão em greve terão tempo para reposição das suas aulas aos estudantes.

O Calendário Acadêmico da UFMS é unificado para os cursos de graduação e de pós-graduação e reúne as datas mais importantes para a comunidade universitária, como períodos de matrículas, de aulas, feriados e eventos institucionais. O primeiro período letivo encerrará no dia 6 de julho. O período letivo de inverno ocorrerá entre os dias 8 de julho a 3 de agosto e o segundo período letivo terá início em 5 de agosto.

Fale com a Redação