O diretor presidente da Sanesul – Walter Carneiro Jr esteve com a Ministra Tereza Cristina em Brasília na terça-feira

No encontro em Brasília na ultima terça feira (29/06), a ministra Tereza Cristina se comprometeu em fazer gestão junto ao Ministério de Desenvolvimento Regional para viabilizar recursos que possam ser utilizados na implantação de novos sistemas de esgotamento sanitário e assim atender os distritos não contemplados com a Parceria Público Privada (PPP – Sanesul).

O recurso para as obras de novas redes de esgotamento sanitário que chegarão aos distritos virão do Governo Federal via convênio como “recursos não onerosos”, ou seja, uma parceria entre Sanesul e União que vai garantir a implantação da universalização do esgotamento sanitário em todas as localidades populacionais dos municípios atendidos pela Companhia de Saneamento no Estado de Mato Grosso do Sul – SANESUL.

“Alguns distritos como Nova Casa Verde e Nova Itamarati, por exemplo, são mais populosos que muitos municípios que já foram atendidos pela nossa PPP (Parceria Público Privada). Todas essas localidades já foram atendidas com a rede de abastecimento de água tratada e agora, nossa meta é também levar a cobertura com rede de esgotamento sanitário, o que vai beneficiar milhares de famílias sul-mato-grossenses e universalizar todo o sistema de esgotamento em Mato Grosso do Sul”, lembrou o Diretor Presidente da Sanesul – Walter Carneiro Jr. 

O levantamento dos custos de implantação dos novos sistemas de esgotamento sanitário já estão concluídos em 9 dos 60 distritos atualmente atendidos pela Sanesul.  

Para levar a rede de esgoto aos moradores desses distritos serão necessários 71 milhões de reais em  investimentos. O montante calculado é suficiente para a implantação de 235 km de rede de coletora de esgoto,  6.409 ligações domiciliares, construção de 7 ETES (Estação de Tratamento de Esgoto), 23 estações elevatórias de esgoto e aquisição de 30 terrenos.

Nesta primeira fase de implantação do sistema estão contemplados e incluidos os distritos de Palmeiras, Montese, Vista Alegre, Prudêncio Thomaz, Quebra Coco, Nova Casa Verde, Nova Itamarati, Sanga Puitã e Nova Porto XV, o que representa garantia de atendimento à 26.249 habitantes que passarão a ter acesso a rede de esgoto. 

“Nós já temos uma gestão feita junto a ITAIPÚ para conseguir esses “recursos não onerosos”.  Agora, vamos procurar apoio da FUNASA  e também do Ministério do Desenvolvimento Regional. Com a ajuda da Ministra Tereza Cristina e do Ministro Rogério Marinho, tenho a convicção de que muito em breve vamos iniciar as obras nos distritos e assim universalizar todo nosso sistema de esgotamento sanitário, tanto nos distritos como também nos municípios atendidos pela nossa empresa de saneamento em Mato Grosso do Sul”, finalizou Walter Carneiro Jr – Diretor Presidente da Sanesul. 

Fonte : Acom Sanesul

Comentários