Dourados

Covid-19: JBS emite nota em relação a trabalhadora indígena da unidade Dourados

A mulher de 35 anos, o primeiro caso confirmado de coronavírus em uma aldeia indígena de Mato Grosso do Sul, segundo Secretaria de Estado de Saúde (SES).

 

14/05/2020 16h42
Por: Redação

 

O grupo JBS emitiu nota oficial nesta quinta-feira (14), após anúncio realizado ontem (13), pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) do primeiro caso de uma mulher indígena de 35 anos com coronavírus, que trabalhava em uma unidade da empresa, em Dourados. A colaboradora encontra-se em isolamento domiciliar.

A JBS informa que desde o início da pandemia no Brasil tem se pautado pelo absoluto foco na saúde, segurança e proteção dos seus colaboradores para o enfrentamento à Covid-19 em suas unidades. E, tão logo teve a confirmação do primeiro caso de Covid-19 em sua planta de Dourados, a empresa acionou todas as medidas previstas em seu protocolo.

A colaboradora segue afastada desde o início dos sintomas e tem recebido atendimento e apoio integral a ela e seus familiares até o seu pronto restabelecimento. A empresa também afastou os colaboradores que residem nas aldeias da região e está monitorando esses e as demais pessoas que possam ter tido contato com a referida colaboradora na unidade.

A JBS vem atuando em conjunto com a Vigilância Sanitária, Secretaria Municipal de Saúde de Dourados e Secretaria de Saúde do Estado de Mato Grosso do Sul em ações de identificação e controle da Covid-19.

Desde o primeiro momento, a empresa tomou medidas efetivas para prevenção dos colaboradores, incluindo o monitoramento intensivo e afastamento de casos suspeitos ou de risco para avaliação médica e acompanhamento.

Hoje (14), houve reunião entre a secretária municipal de Saúde, Berenice de Oliveira Machado Souza com diretores da empresa, com vistoria as instalações para conferir se medidas de vigilância são adotadas para conter o contágio pelo novo coronavírus.

De acordo com o médico Ricardo do Carmo, membro do Comitê de Gerenciamento de Crise do Covid-19 e coordenador do Núcleo de Emergência Assistencial, durante a vistoria foi constatado que a empresa tomou medidas de prevenção para preservar a saúde dos colaboradores e que, inclusive, os trabalhadores indígenas vão ficar em suas casas enquanto durar a pandemia e sem prejuízo financeiro.

A JBS explicou que como atividade essencial está totalmente dedicada a cuidar da saúde e segurança dos colaboradores e manter a produção de alimentos com qualidade.

Ainda de acordo com a empresa, para enfrentamento da crise da Covid-19, a JBS definiu rígidos protocolos de prevenção que seguem as orientações da OMS (Organização Mundial da Saúde) e do Ministério da Saúde, com a avaliação e complemento da Consultoria do Hospital Albert Einstein.

"Os protocolos estão definidos e elaborados pensando na rotina de nosso colaborador em cada etapa do processo. A disciplina na execução é fundamental para o sucesso das ações propostas", afirma a empresa.

Envie seu Comentário