Saiu do 26° para o 23° lugar

MS apresenta melhora no ranking nacional de isolamento, mas fecha semana abaixo dos 40%

 

23/05/2020 11h57
Por: Redação

 
Denilson Secreta Denilson Secreta

Nesta sexta-feira (22) Mato Grosso do Sul apresentou uma melhora na posição do ranking nacional que mede a taxa de isolamento social dos Estados, e saiu do 26° para o 23° lugar. Mas isso não significa que um maior número de sul-mato-grossenses tenha ficado em casa, e sim que houve diminuição da taxa de outras unidades da federação.

O percentual de pessoas que mantiveram as medidas restritivas de distanciamento social e permaneceram no perímetro de suas residências nesta sexta foi de 37,7%. O índice foi o mesmo mantido ao longo desta semana que mapeou as seguintes taxas: 38,1% (segunda), 37,5% (terça), 36,5% (quarta) e 36,7% (quinta).

Ocorre que o índice está muito abaixo dos 60% a 70% recomendados por autoridades mundiais de saúde como única maneira eficaz de conter a rápida disseminação do novo coronavírus. A falta desse isolamento já apresenta "resultados" em Mato Grosso do Sul que tem tido uma média de 50 novos casos confirmados de Covid-19 ao longo desta semana.

A movimentação de grande parte da população não deve ser parâmetro para os 37% que vem mantendo os cuidados recomendados pelas autoridades de saúde, pois o isolamento social pode salvar vidas. A Secretaria de Estado de Saúde (SES) segue alertando para as consequências da falta de isolamento social e durante live deste sábado (23) que anunciou 53 novos positivos para a doença, convocou as famílias a ajudarem na corrente de conscientização.

"Isolamento social, medidas de higiene, etiqueta social e uso de mascaras serão fundamentais no enfrentamento dessa doença. Se aqui há menos casos do País, é resultado de um conjunto de ações que possibilitaram que chegássemos a esse controle da doença", pontuou o secretário de saúde, Geraldo Resende, destacando que o enfrentamento da doença depende não só do poder público, mas de toda sociedade.

Envie seu Comentário