28 toneladas

PF e PRF fazem maior apreensão de drogas do país em MS

Apreensão de 28 toneladas de maconha ocorreu em Iguatemi e a droga estava escondida em meio a uma carga de milho.

 

21/05/2020 06h10
Por: Redação

 
Divulgação Divulgação

Uma operação em conjunto da Polícia Federal (PF) de Ponta Porã e Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Dourados realizou na quarta-feira (20) a maior apreensão de maconha do pais, na rodovia MS-295, entre Iguatemi e Tacuru, em Mato Grosso do Sul. Foram apreendidas 28 toneladas da droga que estavam sendo levadas em uma carreta. escondida em meio a uma carga de milho, para a cidade de São Leopoldo no Rio Grande do Sul. O motorista foi preso em flagrante por tráfico de drogas.

Os policiais rodoviários federais abordaram na MS-295 o veículo, que era conduzido por um homem de 38 anos, que já estava sendo monitorado por policiais federais, desde um hotel onde estava hospedado em Ponta Porã.

No compatimento de carga foram encontrados os fardos de maconha escondidos sob uma carga de milho a granel. O carregamento do entorpecente pesou 28 toneladas e 20 quilos, sendo a maior da história das duas forças em Mato Grosso do Sul e ainda uma das maiores já registradas no próprio estado e também no país, segndo informações da PF e PRF.

O caminhoneiro, morador em Garibaldi no interior gaúcho, disse aos policiais que pegou o caminhão já carregado com a droga e que levaria a carga para São Leopoldo (RS). Ele revelou ainda que receberia aproximadamente R$ 40 mil para fazer o transporte da maconha.

A carreta com a carga recorde de maconha foi levada para a Polícia Federal de Ponta Porã onde o condutor foi autuado em flagrante por tráfico de drogas.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, comemorou no Twitter uma ação integrada da PF e PRF no Estado.

"Atuação integrada entre a Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal resultou na apreensão de 28 toneladas de maconha no Mato Grosso do Sul. É a maior apreensão de maconha da história da PRF. Seguiremos investindo em tecnologia e capacitação dos policiais para combater o crime organizado", postou o ministro da Justiça.

Envie seu Comentário