28.8 C
Campo Grande
quarta-feira, 24 de julho, 2024
spot_img

Praça do Peixe recebe 2ª edição da feira do livro e da literatura infantil

Neste sábado (22), entre às 9h e 17h, será realizada a segunda edição da Feira do Livro e da Literatura Infantil, na Praça do Peixe, localizada no bairro Vilas Boas, em Campo Grande. A entrada é gratuita e aberta a toda a comunidade.

Crianças de até dez anos podem participar da Feira, que terá atividades lúdicas, artísticas e literárias desenvolvidas por estudantes da Universidade, como contação de histórias, painéis literários, poesias, brincadeiras, oficinas, doação de livros infantis, pintura, declamações, teatro, dança e dramatizações. Além dos cursos de Pedagogia, também haverá a participação de estudantes dos cursos de graduação em Letras, Educação Física, Matemática e Licenciatura em Educação do Campo.

Para a professora da Faculdade de Educação (Faed) da UFMS e uma das coordenadoras da Feira, Sandra Sousa Novais, uma das finalidades da iniciativa é a doação de livros infantis arrecadados. “Livros literários para outros públicos, como infanto-juvenil e adulto também serão recebidos e expostos para doação, pois entendemos que o evento reúne famílias e que as crianças se inspiram ao ver os seus adultos de referência lendo”, destaca.

De acordo com a professora do Curso de Pedagogia do Câmpus de Aquidauana (CPaq) e também coordenadora do evento, Luci Carlos de Andrade, a ideia do projeto surgiu após ter conhecimento de feiras literárias em estados brasileiros. O intuito da atividade é proporcionar à criança o contato com livros infantis de diversos gêneros, ampliando o acesso ao mundo literário, por meio de atividades lúdicas que despertem o interesse pela leitura.

“A introdução da leitura no mundo infantil é importante, pois possibilita a imersão da criança no universo mágico da imaginação e da descoberta, contribui para o desenvolvimento da linguagem e estimula a criatividade, a compreensão emocional e a construção de um repertório cultural”, explica. Escritores brasileiros como Monteiro Lobato, Ana Maria Machado, Ziraldo, Ruth Rocha, Sylvia Orthof, Lygia Bojunga, Maurício de Sousa terão suas obras apresentadas durante o evento.

Luci ressalta que a iniciativa é uma oportunidade aos estudantes para colocar em prática o conhecimento que é aprendido em sala de aula. “A Feira possibilita aos estudantes o entrelaçamento dos conteúdos estudados com o exercício da prática na realização das atividades, no contato direto com a criança. São também momentos em que os professores acompanham os alunos em uma aula de campo, orientando e conduzindo eles com um ensino dinamizado e interações significativas para ambos”, reforça.

“A Feira é uma importante realização de um projeto extensionista, pois projeta os anseios e objetivos da Universidade para o público em uma integração produtiva e necessária para sanar lacunas existentes na comunidade externa, em vários aspectos. Além disso, busca integrar a comunidade, docentes e discentes em prol da ampliação de conhecimento”, conclui a coordenadora.

Fale com a Redação