30.8 C
Campo Grande
quinta-feira, 18 de julho, 2024
spot_img

Prefeitura de Dourados lança campanha para ajudar cidades do RS atingidas pelas chuvas

Devido à destruição causada pelas fortes chuvas e deslizamentos que atingem mais de 130 municípios do Rio Grande do Sul, desde a última segunda-feira (29), a Prefeitura de Dourados iniciou uma campanha de ajuda humanitária para a população afetada. Para isso, pede a participação dos douradenses com a doação de água, materiais de higiene e limpeza, roupas e cobertores.

Segundo a secretária de Assistência Social, Fabiana Baggio, é momento de mostrar solidariedade às dificuldades enfrentadas pela população do RS que vivem uma situação de calamidade. “Sabemos que todo país tem se mobilizado e muitos querem ajudar. Vamos disponibilizar um ponto para arrecadar esses materiais˜, pontua a secretária.

As doações poderão ser feitas a partir deste sábado (4), no posto da Guarda Municipal do Parque Antenor Martins (Parque do Lago), das 7h às 18h.

Serviço

SOS Rio Grande do Sul

Como ajudar?

A Prefeitura de Dourados está recebendo doações no posto da Guarda Municipal no Parque Antenor Martins.

O que doar?

Água
Produtos de higiene pessoal
Produtos de limpeza
Roupas
Cobertores

Local: Parque Antenor Martins – Av. Jose Roberto Teixeira
Horário: 7h às 18h

Doação via pix

O governo do Rio Grande do Sul também reativou a chave Pix para doações em dinheiro para ajudar as vítimas de enchentes no estado. A conta bancária nomeada como SOS Rio Grande do Sul, aberta no Banrisul, receberá os valores pelo Pix do Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) número 92.958.800/0001-38. A chave é a mesma usada no auxílio às vítimas dos temporais ocorridos no ano passado. As contribuições em dinheiro podem ser feitas por pessoas físicas e jurídicas.

Nesse canal oficial de doações, os recursos serão revertidos para o apoio humanitário às vítimas das enchentes e para a reconstrução da infraestrutura das cidades. A gestão e fiscalização dos recursos doados ficarão a cargo de um Comitê Gestor, presidido pela Secretaria da Casa Civil do estado e auditado por representantes do poder público local e de entidades de assistência social

Fale com a Redação