Fonte: Assecom PMD

A Semana Municipal de Conscientização sobre o TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade) inicia nesta segunda-feira (1º). Em prol da data, a Prefeitura de Dourados por intermédio da Semed (Secretaria Municipal de Educação) tem realizado ações durante todo o ano letivo com o objetivo de informar e formar os professores e demais profissionais da Reme (Rede Municipal de Ensino) a respeito do TDAH.

Recentemente foram ofertados cursos via plataforma EaD (2º semestre de 2021  e 1º semestre de 2022), encontros com coordenadores e a divulgação de calendário inclusivo orientando as escolas de como organizar ações de conscientização durante toda essa semana. 

Este é o terceiro ano em que a Semana Municipal de Conscientização é celebrada. A ação foi instaurada pela lei municipal n° 4.405 de 09 de janeiro de 2020. “É importante falar sobre o tema para que os alunos entendam o TDAH e quais suas características, como a dificuldade de concentração, inquietação e impulsividade. A proposta é que a informação e a formação se ampliem na garantia de incluir  o aluno com TDAH e de fazer a diferença na vida dessas pessoas, aponta Ana Paula Benitez Fernandes, secretária da Semed.

O que é o TDAH?

O TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade) é um transtorno neurobiológico, de causas genéticas, que aparece na infância e frequentemente acompanha o indivíduo por toda a sua vida. Ele se caracteriza por sintomas de desatenção, inquietude e impulsividade. Ele é chamado às vezes de DDA (Distúrbio do Déficit de Atenção). Em inglês, também é chamado de ADD, ADHD ou AD/HD.

O TDAH é comum?

Ele é o transtorno mais comum em crianças e adolescentes encaminhados para serviços especializados. Ele ocorre em 3 a 5% das crianças, em várias regiões diferentes do mundo em que já foi pesquisado. Em mais da metade dos casos o transtorno acompanha o indivíduo na vida adulta, embora os sintomas de inquietude sejam mais brandos.

Quais são os sintomas de TDAH?

1) Desatenção

2) Hiperatividade e impulsividade

O TDAH na infância em geral se associa a dificuldades na escola e no relacionamento com demais crianças, pais e professores. As crianças são tidas como “avoadas”, “vivendo no mundo da lua” e geralmente “estabanadas” e com “bicho carpinteiro” ou “ligados por um motor”. Os meninos tendem a ter mais sintomas de hiperatividade e impulsividade que as meninas, mas todos são desatentos. Crianças e adolescentes com TDAH podem apresentar mais problemas de comportamento, como por exemplo, dificuldades com regras e limites.

Em adultos, ocorrem problemas de desatenção para coisas do cotidiano e do trabalho, bem como com a memória. São inquietos, vivem mudando de uma coisa para outra e também são impulsivos. Eles têm dificuldade em avaliar seu próprio comportamento e quanto isto afeta os demais à sua volta. São frequentemente considerados “egoístas”. Eles têm uma grande frequência de outros problemas associados, tais como o uso de drogas e álcool, ansiedade e depressão.

Fonte: Assecom PMD

Comentários