12.8 C
Campo Grande
sábado, 25 de maio, 2024
spot_img

Seis pessoas são beneficiadas com captação múltipla de órgãos realizada na Santa Casa

Órgãos e tecidos foram de jovem que sofreu traumatismo cerebral e evoluiu para morte encefálica

Seis pessoas terão a oportunidade de uma vida nova a partir do “sim” de uma família, que aceitou doar os órgãos de um rapaz de 21 anos, na última terça-feira (27), em Campo Grande. O jovem sofreu traumatismo cerebral e evoluiu para morte encefálica.

A captação múltipla de órgãos foi realizada no hospital Santa Casa, após o consentimento dos familiares do paciente. Segundo assessoria de imprensa da Santa Casa, graças ao gesto solidário, outras seis pessoas em diversos estados brasileiros poderão voltar a sorrir e ter esperança de uma nova vida em 2023.

Durante o procedimento, conduzido pela Organização de Procura de Órgãos (OPO) do hospital e das equipes cirúrgicas, foram captados rins, fígado, coração e também córneas.

O primeiro a sair rumo ao novo destino foi o coração, pois o tempo máximo fora do corpo é menor em relação aos demais órgãos. Neste caso, a equipe de São Paulo contou com o apoio da Força Área Brasileira (FAB) no transporte. Em seguida, rins e fígado também foram levar esperança e qualidade de vida a pacientes em Belo Horizonte, Brasília e também São Paulo. Além disso, as córneas extraídas permaneceram no Banco de Olhos da Santa Casa de Campo Grande.  

Segundo a enfermeira da OPO Santa Casa, Rosana da Silva, apesar do número de recusa familiar a respeito das doações se manterem expressivas em 2022, a autorização possibilitou que muitas famílias experimentassem transformação de vida por meio do nobre gesto. “Ainda percebemos muitos entraves entre os familiares, mas buscamos uma relação próxima desde a chegada do paciente no hospital. Esclarecer ao máximo o assunto possibilita que mais pessoas compreendam os benefícios da doação de órgãos e tecidos na vida de quem aguarda na fila por um transplante”, destacou Rosana.

Fale com a Redação