Vírus Coronavírus. (Foto/Reprodução)

Iniciando a semana, mais uma live foi realizada nesta segunda-feira (26), pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), que trazem informações sobre a evolução da Covid-19 no Mato Grosso do Sul.

Estiveram a afrente da transmissão o secretário de Saúde Geraldo Resende e a adjunta Chistinne Mymone, que destacaram as boas notícias a cerca da vacinação, além dos novos dados apresentados pelo boletim epidemiológico.

Pode ser uma imagem de texto que diz "BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO MATO GROSSO DO SUL COVID-19 26 JULHO NOVOS CASOS 271 NOVOS ÓBITOS 16 NOTIFICADOS CASOS 984.072 CASOS DESCARTADOS 622.931 AMOSTRAS EM 158 ANÁLISE LACEN CONFIRMADOS 352.580 Existem 8.403 casos sem encerramento que aguardama atualização dos Municípios. RECUPERADOS 336.439 ÓBITOS 8.853"

Foram informados hoje 352.580 casos confirmados até o momento, sendo 271 nas últimas 24 horas, proporcionando uma média móvel de 564,0 dia, representando 1/4 da média máxima de 2003 casos.

Já os óbitos desta segunda são 16 vidas pedidas no MS, o total desde o início da pandemia é de 8.853 com média móvel de 23,0 nos últimos dias, sendo está ainda uma marca considerada alta para o tamanho do estado.

Pode ser uma imagem de texto que diz "SITUAÇÃO ATUAL DOS CASOS CONFIRMADOS EM MATO GROSSO DO SUL COVID-19 26 JULHO CASOS CONFIRMADOS 352.580 CASOS NOVOS DO DIA 271 (0,1%) INTERNADOS 607 ISOLAMENTO DOMICILIAR 6.681 LEITOS CLÍNICOS 261 LEITOS UTI 346 RECUPERADOS 336.439 PÚBLICO 192 TALS DEOCUPAÇÃO ADULTO:35% PEDIÁTRICO: 11% PRIVADO 69 PÚBLICO 269 TAXAS OCUPAÇÃO ADULTO:70% PEDIATRICO: 100% ÓBITOS 8.853 PRIVADO 77"

Vigésima nona semana epidemiológica representa o menor número desde o início do ano com 4.085 casos na semana. Já de óbitos são 164 mortes confirmadas, apresentando decréscimo, porém a taxa de letalidade segue elevada com 2,5, exigindo atenção aos cuidados de biossegurança.

Hospitalizados, estão um total de 607 pessoas, com 261 em leitos clínicos e 346 em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), entre públicos e privados.

As listas de espera para os que aguardam leitos para tratamento da covid-19 é de 18 pessoas, segundo Central de Regulação de Campo Grande. Dourados se destaca por não apresentar espera, zerando a fila. A taxa de ocupação por região está em 83% na Capital, 70% em Dourados, 58% em Três Lagoas e Corumbá com 56%.

Muitos já se recuperaram da doença, somando 336.439 curados, hoje são mais 1.018.

Comentários