24 C
Campo Grande
terça-feira, 25 de junho, 2024
spot_img

Sul-mato-grossense estreia em “Terra e Paixão” ao lado de Tony Ramos e Glória Pires

Este é o segundo papel do ator Diego Chaparro em novelas da emissora; sua estreia foi em “Além da Ilusão”, sucesso no ano passado

Em um conto que parece ter saído diretamente de um roteiro televisivo, o dentista de formação, Diego Chaparro, de 34 anos, trocou o consultório em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, pelos estúdios da Rede Globo, emissora onde brilha na novela “Terra e Paixão”, ao lado de nomes lendários da teledramaturgia brasileira, como Tony Ramos e Glória Pires.

Inicialmente seu personagem estará no centro do conflito entre Antônio La Selva (Tony Ramos) e Irene (Glória Pires) – “Meu personagem é o gerente de um motel onde a Irene decide trair o marido, mas é pega no flagra, desencadeando uma confusão que vira até caso de polícia”, conta. Nos próximos capítulos, ele irá reprisar o papel através de mais situações cômicas, desta vez envolvendo o casal interpretado por Rainer Cadete e Tatá Werneck.

Entretanto, apesar de estar em horário nobre na emissora com dois dos principais atores brasileiros, a importância deste papel vai além da realização profissional – “Acho que a parte mais especial é poder representar minha terra natal em uma história que se passa no Mato Grosso do Sul, como é o caso da novela. O que os demais espectadores assistem na televisão, eu e os demais morados do Estado vivenciamos, então poder ser essa representação é algo muito importante pra mim”, explica.

Ele conta ainda que a experiência dos bastidores foi algo que pode surpreender muita gente, isso porque durante as gravações, não existia divisão hierárquica entre protagonistas e coadjuvantes – todos eram como uma grande família – “Durante o dia o Tony compartilhou comigo histórias das gravações em Dourados (MS), e me ajudou bastante na construção do personagem. Atuar em condições de igualdade com essas estrelas me fez perceber que eu era, de fato, um ator de verdade”, acrescenta.

Nascido e criado em Campo Grande, capital do estado, Diego decidiu mudar de carreira durante a pandemia, em 2020. Apesar de possuir um emprego estável dentro da área de saúde dental, sua paixão sempre foi a arte. Durante a juventude fez diversos cursos de teatro, inclusive na Escola Wolf Maya.

Foi então que, no momento em que o mundo parou, ele decidiu pegar um avião para São Paulo, e se dedicar à carreira de ator junto da Agência Base – “Quando a gente é criança imaginamos que a arte é algo inalcançável. Que devemos ter uma carreira em um emprego mais tradicional. E foi por muito tempo foi o que eu fiz. Mas então veio a pandemia e percebi que tudo pode mudar de uma hora pra outra, e decidi seguir o sonho daquele pequeno garoto do interior”, acrescenta.

Com foco no audiovisual, as participações em novelas são apenas o início. Recentemente, ele atuou no longa-metragem “Evidências do Amor”, onde desempenhou um papel semelhante ao de Fábio Porchat. O filme é uma comédia romântica de grande investimento e será lançado nos cinemas ainda este ano.

Fale com a Redação