(Foto: Reprodução)

A Polícia Nacional do Paraguai localizou na noite de ontem (10), uma caminhonete em chamas, na cidade fronteiriça de Pedro Juan Caballero. O veículo pode ser o mesmo utilizado por criminosos que executaram quatro pessoas, dentre elas a filha do governador do Departamento de Amambay, na madrugada do último sábado (9).

Em crimes de pistolagem na região da fronteira, geralmente os veículos utilizados são queimados posteriormente, com a finalidade de dificultar o trabalho policial.

Confira vídeo da caminhonete em chamas:

Na chacina, morreram três jovens estudavam medicina na UCP (Universidade Central do Paraguai), dentre elas a filha do governador, Haylée Carolina Acevedo, de 21 anos, atingida por seis disparos. Além dela foram identificadas as outras duas, como sendo as brasileiras, Kaline Reinoso de Oliveira, 22 anos, moradora em Dourados, atingida por 14 tiros; e Rhanye Jamilly Borges Oliveira, 19 anos, executada com 10 tiros.

Além das jovens, morreu o motorista e principal alvo dos pistoleiros, Osmar Vicente Álvarez Grance, o “Bebeto”, atingido por 31 disparos. Ele era dono da lavanderia onde foi realizada uma assembleia do PCC, em março deste ano, que acabou com 13 membros da facção detidos pela Senad (Secretaria Nacional Antidrogas). Além disso, há outra linha de investigação que coloca a chacina como retaliação a morte de Marcos Esquivel, sobrinho de Cornelio Esquivel, considerado um dos chefões do crime organizado na fronteira entre Brasil e Paraguai.

Outras duas pessoas, sendo uma brasileira e um rapaz paraguaio, ambos de 20 anos, foram feridos na região da perna.

Imagens de uma câmera de segurança registraram o momento da chegada dos criminosos e a execução, onde foram efetuados 110 disparos de fuzis calibre 7,62 e 5,56.

Comentários