19.8 C
Campo Grande
sexta-feira, 19 de julho, 2024
spot_img

Apreendido no confronto que terminou em morte, caminhão transportava mais de 100kg de droga

O caminhão basculante que foi apreendido com uma quadrilha, em Campo Grande, na última sexta-feira (24), transportava uma carga com 110 quilos de maconha. A informação foi confirmada ao Enfoque MS pelo Batalhão de Choque da Polícia Militar (BPMChoque) durante coletiva de imprensa realizada hoje (24) para tratar da ocorrência.

Ao todo, foram 117 tabletes escondidos em um compartimento oculto na lataria do veículo e mais alguns volumes que estavam dentro dos pneus de estepe e de rodagem. Para retirar a carga, foi necessário desmontar quase todo o caminhão, cuja documentação estava regularizada e não possuia registro de roubo/furto.

Conforme a atualização do caso, a polícia continua procurando pelos dois integrantes da quadrilha que conseguiram fugir por meio da vegetação existente na região de confronto. Do grupo, composto por cinco pessoas, dois acabaram mortos e um terceiro foi preso no momento em que fugia. Um dos mortos era policial militar, assim como o preso.

O motorista do caminhão basculante ainda não foi localizado. O comandante do Batalhão de Choque, tenente-coronel Rigoberto Rocha da Silva, detalhou que ele pode ter sido sequestrado pela quadrilha rival que fez o roubo da carga, mas não é possível dizer se está em cativeiro ou se foi solto.

“O motorista do caminhão certamente tinha conhecimento do entorpecente que transportava, pois a quantidade era grande e estava muito bem escondida e distribuída entre os pneus e a lataria. Ele pode fazer parte da organização criminosa furtada pela rival, mas ainda não o encontramos para apurar os fatos”, disse.

Ainda conforme o comandante, a investigação começou há uma semana, a partir de uma informação da inteligência de que um grupo criminoso iria roubar uma carga de drogas no momento em que chegaria à Campo Grande vindo pela rodovia federal BR-262, no sentido Terenos – Indubrasil.

“Nós fizemos o monitoramento da movimentação e flagramos quando um veículo, modelo Toyota Corolla, deu vários sinais de luzes para que o motorista do caminhão parasse. Em seguida, o grupo retirou o motorista da cabine e colocou em um terceiro automóvel que se aproximou, enquanto o caminhão e o primeiro carro foram para uma chácara”.

Nessa chácara, outras pessoas já estavam aguardando pelo caminhão e um mecânico fez a abertura da lataria para retirar a droga que estava escondida. O local é de difícil acesso, no bairro Vila Romana, e teria sido emprestado pelo proprietário a um dos envolvidos no crime. A princípio, ele não tinha o conhecimento dos fatos.

Fale com a Redação