28.8 C
Campo Grande
segunda-feira, 17 de junho, 2024
spot_img

Ato da Mesa Diretora cria comissão para acompanhar reforma do Morenão

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS) acompanhará, por meio de comissão criada para esse fim, a reforma do Estádio Universitário Pedro Pedrossian, o Morenão. O grupo foi instituído pelo Ato 70/2024, publicado pela Mesa Diretora na edição desta terça-feira (21) do Diário Oficial do Poder Legislativo. A comissão foi requerida pelo deputado Pedrossian Neto (PSD) e, além dele, fazem parte do grupo os deputados Roberto Hashioka (União) e Professor Rinaldo Modesto (Podemos).

A criação da comissão foi decidida na audiência pública “Estádio do Morenão: seu Futuro e sua Utilização”, proposta pelo deputado Pedrossian Neto, e realizada na ALEMS no dia 29 de fevereiro deste ano. “Diante das informações divulgadas em Audiência Pública e como encaminhamentos dos trabalhos, mostra-se importante a criação de Comissão Temporária”, afirmou Pedrossian Neto na justificativa do requerimento.

De acordo com o Ato, a comissão vai “fiscalizar, monitorar e acompanhar a execução das obras de reforma do estádio”. A composição do grupo pelos três parlamentares considera a proporcionalidade dos partidos com mandatos no Parlamento estadual.

A reforma do Morenão teve início em meados de 2022. O investimento, de R$ 9,4 milhões, corresponde a termo de fomento firmado em outubro de 2021 entre o Governo do Estado e a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

A responsabilidade dos trabalhos é da Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura (Fapec). As obras abrangem duas etapas: infraestrutura; e banheiros e vestiários. As entregas seriam, respectivamente, até 12 meses após a contratação e em novembro de 2023. 

Maior estádio universitário da América Latina, o Morenão está localizado no campus da UFMS, em Campo Grande. 

Fale com a Redação