O presidente Jair Bolsonaro (Isac Nóbrega/PR)

Cerca de 1 mil motocicletas deverão participar nesta quinta-feira (30), em Campo Grande, da motociata de apoio ao presidente da República e pré-candidato à reelelção Jair Bolsonaro (PL). O evento acontecerá logo após a solenidade de inauguração do Conjunto Residencial Jardim Canguru, no bairro Jardim Centro-Oeste, que irá beneficiar 300 famílias de baixa renda com apartamentos novos. Também estará presente o miniistro do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira, e a recém-nomeada presidente da Caixa Econômica Federal, Daniella Marques, entre outras lideranças políticas estaduais.

Saiba mais
+ Santa Casa vai dar apoio ao presidente Jair Bolsonaro durante agenda na Capital
+ Residencial Jardim Canguru vai transformar a vida de 300 famílias de baixa renda
+ Presidente Bolsonaro deve participar de motociata após entrega de unidades habitacionais

De acordo com o roteiro previsto, Jair Bolsonaro e sua comitiva deverão chegar na Base Aérea de Campo Grande por volta das 09 horas (MS), de onde seguirão até o residencial para o primeiro compromisso da manhã, agendado para acontecer às 10h30min. Em seguida, o presidente vai até os altos da Avenida Afonso Pena, na altura da Cidade do Natal, onde se encontra com um grupo de apoiadores e participa de uma motociata. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) cedeu uma motocicleta para que Bolsonaro possa pilotar.

As motocicletas e demais veículos participantes do ato irão percorrer toda a Avenida Afonso Pena, passando inclusive pela região central da cidade, até chegar no cruzamento com a Avenida Duque de Caxias, de onde segue até a Base Aérea de Campo Grande, quando Jair Bolsonaro e equipe embarcam no avião presidencial de volta para Brasília (DF).

A agenda do presidente na Capital tem duração total de carca de três horas, entretanto, não estão descartadas eventuais mudanças não programadas. Ele também deve anunciar apoio ao pré-candidato a governador de Mato Grosso do Sul, Eduardo Riedel (PSDB), e também para a pré-candidata ao Senado Federal, deputada federal Tereza Cristina. Bolsonaro também irá se encontrar com a prefeita de Campo Grande, Adriane Lopes.

De acordo com o comandante do CPM (Comando de Policiamento Metropolitano de Campo Grande e Região), coronel Emerson Almeida Vicente, para dar total segurança tanto para o presidente Bolsonaro quanto para os cidadãos que irão prestigiar aos eventos, um preparo policial foi elaborado com apoio organizacional da Assessoria de Gabinete da Presidência. “Nós estivemos reunidos com a equipe de assessoria do presidente e também da organização da motociata para traçar o roteiro a ser percorrido e preparar toda a logística de segurança e suporte”, disse ele.

Conforme explicou o comandante, durante a passagem da motociata os cruzamentos da Avenida Afonso Pena serão interditados para o trânsito de veículos e pedestres. “A nossa equipe policial irá sair na frente dos motociclistas já bloqueando os cruzamentos da via e, logo após a passagem de todos os participantes do evento, esses trechos serão novamente liberados para o seu fluxo normal”, detalhou.

Ainda de acordo com o comandante metropolitano, o objetivo não será apenas de garantir a devida segurança às autoridades, mas também de todos o público que estará presente. “Queremos que todos possam participar destes eventos com a total segurança e tranquilidade. Não apenas estes, mas como também aqueles que, de certa forma, serão afetados indiretamente pela programação, como o público da região central por onde passará a motociata”, finalizou o coronel.

Além dos batalhões da Polícia Militar, também estão envolvidos na operação especial de segurança ao presidente Jair Bolsonaro agentes de trânsito da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), do Detran/MS (Departamento Estadual de Trânsito de MS), Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Exército Brasileiro e também da Guarda Civil Metropolitana (GCM).

Comentários