25/05/2020 07h55
Por: Redação

A Polícia Militar realizou na última sexta-feira (22), a troca do Comando Geral da Instituição, saindo do cargo o coronel Waldir Ribeiro Acosta, que será transferido compulsoriamente para a reserva remunerada, depois de ter contribuído 34 anos e 2 meses de efetivo serviço à Corporação. Assumiu seu lugar o coronel Marcos Paulo Gimenez.

Na cúpula da Corporação assumiram a função de Subcomandante Geral o coronel Renato dos Anjos Garnes e para o cargo de Chefe do Estado Maior, o coronel Nivaldo de Padua Mello.

Com a mudança, o novo comandante geral inicia uma restruturação nas funções e comandos internos da Corporação, sendo as primeiras publicadas no Diário Oficial do Estado (DOE) de hoje.

O Departamento de Operações e Fronteira (DOF) será assumido pelo tenente coronel Wagner Ferreira da Silva, atual comandante da polícia rodoviária. No lugar dele, assume, o tenente coronel Wilmar Fernandes, que hoje comanda o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope). Por sua vez, o Bope será comandado pelo atual subcomandante, major Vinícius de Souza Almeida.

Outras mudanças que devem ocorrer

O Comando de Policiamento Metropolitano, que reune todas as unidades responsáveis pelo policiamento da capital ficará a cargo do coronel André Henrique de Deus Macedo.

Ele deixará a Diretoria de Inteligência e em seu lugar, assumirá o tenente coronel Franco Alan da Silva Amorim, atualmente responsável pelo Batalhão de Polícia Militar de Trânsito (BPTran).

O novo corregedor geral da PM será o coronel Givaldo Mendes de Oliveira. Já o Batalhão de Choque segue sendo comandado pelo tenente coronel Marcus Vinícius Pollet.

Para

O novo Comandante Geral, coronel Marcos Paulo, disse na semana de assunção ao comando que pretende especializar a tropa para ter excelência no combate à criminalidade no Estado. “São muitos desafios, mas o principal é buscar a especialização dos policiais para que possam fazer um trabalho de excelência e combater efetivamente à criminalidade. Quero trazer equidade à corporação, para que a tropa fique mais imbuída, coesa e humanitária”, pontua o coronel.

Novo comandante da PM inicia mudanças na estrutura da corporação

Comentários