Reprodução/Facebook

O senador Nelsinho Trad, presidente regional do Partido Social Democrático (PSD) utilizou as redes sociais para se manifestar sobre atentado em Coronel Sapucaia que deixou uma pessoa morta e outras três feridas, na tarde de ontem (8). Ele informou que “O PSD de MS não ficará calado” e vai acionar todas as instâncias possíveis para apurar o caso.

As vítimas fazem parte da equipe de campanha da candidata a prefeita em Coronel Sapucaia, Claudinha Maciel (PSD) e ocorreu no momento de panfletagem política na Rua Flávio Derzi, no centro da cidade fronteiriça.

“Estamos estarrecidos com a violência em Coronel Sapucaia! Equipe de campanha da nossa candidata, vereadora Claudinha Maciel, foi covardemente atacada! O tio de um candidato a vereador morreu, o marido da Claudinha e outras pessoas estão feridas. Já estamos tomando todas as providências legais e pedimos Justiça! Não vamos aceitar violência, a democracia deve prevalecer sempre!”, destacou a mensagem seguida por vídeo do senador no Facebook.

De acordo com a candidata a prefeitura da cidade, Claudinha Maciel (PSD), um partido concorrente tinha uma adesivagem protocolada até as 15h, quanto iria iniciar o mesmo ato do partido do seu partido. Os eventos políticos iriam acontecer no mesmo local, uma praça no município e as vítimas estavam em frente a uma conveniência, quando os autores do atentado chegaram em uma motocicleta e o garupa passou a efetuar vários disparos de pistola calibre 9mm contra Anibal Ortiz, de 45 anos. 

Os disparos acabaram acertando outras três pessoas,  sendo uma mulher de 21 anos que foi atingida no pé; um homem de 50 anos que teve o lado esquerdo do abdômen transfixando, superficialmente, com um dos disparos; e ainda outro homem de 62 anos, que foi atingido na boca. Este último casado com Claudinha Maciel.

A candidata também utilizou o facebook para denunciar o crime ocorrido. Ela postou um vídeo sobre o ocorrido e escreveu “Mataram o tio de um dos nossos candidatos está morto agora, meu marido está atirado na cara e mais dois apoiadores nossos estão atirados agora. Orem por mim e por nossos companheiros do grupo 55 e por todos as pessoas da nossa cidade“.

Comentários