Bolsonaro chega em carreata para sair na Motociata pela Avenida Afonso Pena. (Foto:: Asscom Governo de MS)
Visita do presidente Jair Bolsonaro em Campo Grande durou quatro horas; veja como foi!
(Foto: Yan Freitas – Enfqoue MS)

Sem alterações dentro daquilo que já havia sido programado, chegou ao fim por volta das 14 horas desta quinta-feira (30) a agenda pública do presidente da República Jair Bolsonaro (PL) em Campo Grande. Pré-candidato a reeleição, ele retornou para Brasília (DF) no avião presidencial que decolou da Base Aérea, após aproximadamente quatro horas de atividades cumpridas na capital de Mato Grosso do Sul.

Essa foi a quinta passagem dele por Mato Grosso do Sul desde que assumiu o cargo, em 2019, e também pode ser a última neste primeiro mandato, já que não há confirmação de uma nova agenda até o final do ano e nem mesmo durante a campanha eleitoral.

Saiba mais:
+ Confira como será a agenda do presidente Bolsonaro em CG nesta 5ª feira 
+ Prefeita é quem fará ‘as honras da casa’ recebendo Bolsonaro na Base Aérea 
+ Apoiadores de Bolsonaro já se concentram para motociata sendo revistados por Segurança
+ Bolsonaro elogia MS como potência no agronegócio/economia e afaga Pré-candidato 
+ Motociata para Bolsonaro mobiliza cerca de 5 mil participantes e pré-candidata na garupa

Jair Bolsonaro chegou em Campo Grande pouco antes das 10 horas, sendo recepcionado pelas autoridades políticas estaduais e municipais, como a prefeita Adriane Lopes (PROS), o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), a deputada federal Tereza Cristina (PP) e pelo pré-candidato a governador Eduardo Riedel (PSDB), que de imediato teve o apoio declarado pelo presidente para a disputa de logo mais. Os dois, aliás, estiveram juntos durante todo o evento pousando para fotos e gravando vídeos. Tereza Cristina, que é pré-candidata ao Senado Federal, também obteve a declaração pública do apoio de Bolsonaro.

Ainda no diálogo com as autoridades políticas na Base Aérea, o presidente reafirmou a importância do agronegócio sul-mato-grossense para a economia e relembrou do tempo em que morou em MS. “Aqui é minha terra. Eu vim pra ficar um ano e meio em Nioaque, mas fiquei três anos”, comentou. Veja o vídeo abaixo de um trecho dessa conversa compartilhado nas redes sociais:

O primeiro compromisso oficial do presidente na Capital foi a entrega do Conjunto Residencial Jardim Canguru, localizado no bairro Jardim Centro-Oeste, e que irá beneficiar 300 famílias de baixa renda com o apartamento próprio. O empreendimento conta com cinco blocos de quatro andares cada, com quatro apartamentos por pavimento, além de infraestrutura completa com drenagem, esgoto, água, pavimentação, energia elétrica e iluminação pública.

Cada apartamento possui 47,01 metros quadrados, composto por dois quartos, sala, banheiro e cozinha integrada com área de serviço. O condomínio é dotado de guarita, centro comunitário, playground e quadra poliesportiva, além de vagas de estacionamento para carros e motos. Ao todo, foram investidos R$ 29 milhões, sendo R$ 24 milhões do próprio Governo Federal, através do Programa Casa Verde e Amarela, e R$ 5 milhões de contrapartida do Governo do Estado e a doação do terreno por parte da Prefeitura de Campo Grande.

Durante o evento, o presidente Jair Bolsonaro destacou a entrega das novas residências. “Temos hoje esta entrega de chaves de habitações para pessoas humildes. A gente sente no olhar destas pessoas em qualquer lugar do Brasil, que quando recebe sua chave tem um olhar de felicidade. Não tem preço este momento. Comprimento todas as famílias beneficiadas neste dia ”, afirmou. Ainda em sua fala, o chefe do Executivo Federal fez críticas ao PT, partido adversário, e também defendeu o porte da arma de fogo para todos.

Visita do presidente Jair Bolsonaro em Campo Grande durou quatro horas; veja como foi!
Presidente Jair Bolsonaro participou da entrega das chaves no Residencial Canguru (Fotos: Edemir Rodrigues/Assessoria de imprensa do Governo do Estado de MS)

Ao término da solenidade de inauguração, Bolsonaro foi até os altos da Avenida Afonso Pena onde se encontrou com apoiadores que organizaram para ele uma ‘motociata’. Ao menos 5 mil motociclistas participaram do movimento, que partiu da região da Cidade do Natal seguindo até o centro da cidade e, em seguida, entrando na Avenida Duque de Caxias até chegar na Base Aérea de Campo Grande, onde o presidente embarcou novamente para Brasília.

Muito bem recepcionado por seguidores, Jair Bolsonaro também atendeu aos pedidos de algumas pessoas que o aguardavam na Base Aérea para tirar fotos ou, ao menos apertar, a mão. Em outros pontos, como no Residencial Jardim Canguru e também ao longo da Avenida Afonso Pena por onde ele desfilou pilotando uma motocicleta, foram várias as manifestações de apoio e declarações públicas de votos para as eleições de logo mais.

Entre o público presente nos eventos estava um homem que dizia ter servido ao Exército juntamente com Jair Bolsonaro no município de Nioaque, em 1979. Soldado Antônio, conforme se identificou, foi respondido pelo presidente, que lhe dsse: “Que beleza!”. A visita presidencial também deu lucro para vendedores ambulantes, que estiveram na concentração da motociata vendendo bebidas, espetinhos, salgados, sorvetes, garapa, entre outros itens.

Essa pode ter sido a última vinda de Jair Bolsonaro ao Estado como presidente da República, isso porque não há na agenda futura nenhum outro compromisso até o final deste ano. Além disso, não está confirmado pela assessoria de imprensa do politico a participação em eventos de campanha, que acontece entre agosto e outubro. Com isso, caso ele não saia vencedor do pleito, não terá um segundo mandato para cumprir no próximo ano, o que tornaria, portanto, essa a sua última visita oficial.

Comentários