30.8 C
Campo Grande
quinta-feira, 18 de julho, 2024
spot_img

Novembro Negro: mês da consciência negra é tema do programa +Cidadania

No mês da consciência negra, o programa +Cidadania coloca em pauta discussões e ações para combater o racismo e a desigualdade social no Mato Grosso do Sul. Fala também sobre avanços na luta do povo negro e sobre a celebração da cultura afro-brasileira. E a nossa convidada é a professora pós-doutora em educação e presidente do Grupo Trabalho e Estudos Zumbi TEZ, Bartolina Ramalho Catanante.

O dia 20 de novembro, Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra, é uma referência à morte de Zumbi de Palmares, negro pernambucano que nasceu livre e foi escravizado aos seis anos de idade. Foi líder do Quilombo dos Palmares e morto em 1695 na região de Alagoas. Sua vida foi marcada pela luta contra a escravidão que terminou oficialmente 190 anos após sua morte — no dia 13 de maio de 1888 com a Lei Áurea.

A consciência negra é isto: um misto de conscientização da importância do preto na sociedade, do reconhecimento do valor, da cultura e da luta de pessoas pretas que não se calaram e levantaram a cabeça contra o racismo. Apesar do protagonismo negro nessa consciência — que mais do que uma ideia ou conceito, é uma espécie de prática que dá “movimento” aos movimentos sociais —, podemos esperar que, a partir do choque com a consciência negra, as pessoas brancas repensem suas práticas.

O programa “+Cidadania” é uma parceria da ALEMS com a Secretaria de Estado de Turismo, Esporte, Cultura e Cidadania (SETESCC), e pode ser conferido no Canal 9 da Claro NET TV, no Youtube oficial da Casa de Leis, no spotify da Assembleia Legislativa.

Fale com a Redação